sábado, 9 de fevereiro de 2013

Infanto






Crianças não conseguem processar direito o que vivenciam.
Assumem culpas que não possuem, fantasiam abandonos, se responsabilizam pela infelicidade dos pais, e o pior de tudo, se sentem desprotegidas em um lar briguento. Assim, crescem e se tornam homens e mulheres paranoicos, inseguros, acovardados diante da vida. 
É uma tecla insistentemente batida, mas pouco escutada: criança precisa ser amada. Não precisa de um iPhone aos nove anos, não precisa ir à Disney antes de ser alfabetizada, não precisa de um guarda-roupa de estrela de cinema. Precisa ser amada. Sai de graça.
Só custa caro quando é educada por duas criaturas mais infantis do que ela... 














(Martha Medeiros, 03/02/2013)