quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Especial


 Lembro-me de ter no imo a sensação
De que existiria um alguém a me esperar
Que me compreenderia
Sem que precisasse me esforçar tanto para me expressar

Alguém que me ajudasse a descomplicar minhas complicações
Que descodificasse meu sorriso
Meu olhar

Que sentisse minha sensibilidade
A doçura dos doces que guardei

Que desfrutasse da brisa ao meu lado
Das estrelas, do por do sol, da natureza
De toda criação maravilhosa do criador

Alguém inspirado
Que soubesse amar intensa e verdadeiramente
Que me ensinasse amar todos os dias o criador dos céus e terra
E que me ajudasse a ficar mais perto d' Ele

Com o qual minha influencia a ele fosse generosa
E esta o fizesse bem em todos os dias de sua vida...

...

No fundo sempre acreditei
A fé latente pulsava silenciosamente meu coração
Nos dias de solidão

Amparava-me aquela suave voz
Do eterno a dizer-me baixinho
Que você existia

Que guardado anelado
Estava sempre ali
Ao meu lado!

Eu o sentia tão perto
E o colocava tão longe
Meus olhos nublados
Tão obstinados
Não me permitia vê-lo

Foi então que as vertentes ruíram
O que nos separava foi à falência

Pude ver, ter, receber...
Tocar-te com os olhos
com o coração

Te Amar.

Você meu Amor foi derramado em dádiva sobre a minha vida.
Das maravilhas com as quais pude contemplar,
Das bênçãos com as quais pude provar
Você é a boa dádiva com o qual a mim foi derramada.