quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Imersa


"Por vezes absorta em um submundo imerso de amor. Me vejo  livre, leve, criativa e dona de um espaço surreal. Todavia,  não consigo respirar"